Notícias

  • Out

    24

    2017

Sacramento é incluída no projeto Pró-Município

 

A Prefeitura Municipal de Sacramento recebeu hoje (24) em seu auditório a pedido do presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sacramento (ACE) e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), João Paulo Zago, os divulgadores do projeto Pró-Município.  O movimento é realizado em parceria pela Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais (Federaminas) e da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). Na ocasião o presidente da entidade de classe, Emílio Parolini, e o consultor Clóvis Consoli apresentaram em reunião nesta manhã, no auditório da Prefeitura Municipal, as diretrizes de desenvolvimento do projeto para as autoridades e lideranças locais.

O Pró-Município objetiva o desenvolvimento econômico e social dos municípios pela integração das entidades empresariais, sociedade civil e poder público locais. A iniciativa será implantada em 26 cidades de diferentes regiões do Estado, e inspira-se em experiências bem-sucedidas realizadas em Medelin, na Colômbia, e Essen, na Alemanha. Sacramento foi uma das 26 cidades que conseguiu a oportunidade de desenvolvimento do projeto, onde o maior objetivo é o de a partir de um diagnóstico do município, criar um planejamento estratégico para Sacramento durante os próximos 20 anos, promovendo o crescimento econômico e o desenvolvimento local, tudo isso através de projetos de curto, médio ou longo prazo.

O presidente Emílio Parolini adianta que o Pró-Município é um projeto revolucionário e que, em poucos meses, deverá apresentar abrangente diagnóstico das potencialidades e demandas necessárias ao desenvolvimento das diversas regiões mineiras.

Ele salienta que o projeto não é da Federaminas ou da associação comercial do município, mas de toda a comunidade, e deverá contribuir para o empoderamento da sociedade como um todo. O momento de crise econômica, social e política no País, segundo ele, induz à busca do desenvolvimento das cidades pela integração dos entes sociais, públicos, privados e da sociedade civil, sendo este o motivo que levou a entidade a propor à Codemig a realização do projeto.

O consultor Clóvis Consoli citou aos presentes as etapas que o projeto deve seguir e deixou claro que o desenvolvimento será feito com instruções de demais consultores da Federaminas e Codemig, mas que, o papel principal é mesmo dos sacramentanos que formarão o conselho e dos demais trabalharão para proporcionar um planejamento estratégico que faça a cidade prosperar.

O secretário de governo Carlos Rodrigues reafirmou em nome do prefeito Wesley de Santi o interesse no projeto e Emílio Parolini ressaltou que nos próximo mês enviará para Sacramento dois consultores para que seja feito o diagnóstico do município, iniciando assim, oficialmente o desenvolvimento do projeto.

 

Fotos: Assessoria de Comunicação Prefeitura Municipal de Sacramento